segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

God vs David Lynch

Deus, aquele cujo passatempo favorito sou eu, e o David Lynch, aquele que faz filmes quando bebe e escreve a história da minha vida quando se droga, hoje brincaram um com o outro.

Deus avança:

Ontem tive uma das várias réplicas do pseudo-date, mas portei-me bem, apesar de me ter deitado tarde. Hoje fui trabalhar, pelo que até acordei cedo (tendo em conta que era Domingo) e bem-disposta (reforço: tendo em conta que era Domingo) e até saí de casa com tempo de sobra para beber um café e fumar 3 ou 4 cigarros antes de entrar ao serviço. Chego ao metro e dentro da minha mala não estava a carteira. Ficou dentro da minha mala-pipi-coquette que usei na noite anterior. Volto a casa, agarro a carteira, volto a sair, rezo por um táxi, ele lá aparece, vou a correr para chegar a horas, curiosamente ia render a chefe, conto-lhe a história e ela goza comigo porque apanhei um táxi para não chegar atrasada.

Eu: Está a gozar comigo porque eu apanhei um táxi para conseguir chegar a horas?
Chefe: Estou! Epa, chegavas atrasada e pronto! Taxi… pffff
Eu: OK…

David Lynch contra-ataca:

Uma amiga manda mensagem a perguntar como foi o pseudo-date. Aqui devo acrescentar que ontem estive 3 horas sentada no chão da casa-de-banho a lavar roupa à mão. Acreditem que esta informação é pertinente.

Amiga: Conta-me tudo. Tou a morrer de curiosidade!
Eu: Foi fixe. Fomos ao teatro, depois fomos beber uns copos, depois viemos aqui para casa e acabamos deitados em cima da minha cama até às 7h30 a conversar.
Amiga: Nem um beijinho? Ele também está a pedi-las!
Eu: Nada! Ainda houve a sugestão (da parte dele) de olhar pró meu rabo sem roupa, porque me doía o cóccix, eu não deixei. E pronto.

A resposta a isto, merece o prémio de melhor moca por snifar atmosfera… e juro que estou a transcrever literalmente a mensagem que recebi.

Amiga: Calma… Calmaaaaa!!!! Tu estavas em cuecas (ponto n.1) e ele olhou para o teu rabo (ponto n.2), deitado na tua cama (ponto n.3), e sugeriu um beijo (ponto n.4). E tu? Nada fizeste! Mata-te!

Eu: Epá tu vê lá se atinas!!! Onde é que eu disse que estava em cuecas e que ele olhou pró meu rabo e sugeriu um beijo???
Amiga: Acordei agora. Passei-me completamente! Assim está bem…

Portugal!
Eu não consigo ser uma pessoa normal, pelo simples facto de me relacionar com gente desta!

(Caracois-L)

PS: se calhar sou eu que já não percebo nada destas coisas, mas o normal não é primeiro "beijo" e só depois "estar em cuecas"?

3 comentários:

ADEK disse...

Grandes histórias!!

AFVP disse...

SOU EU, SOU EU!!!! Entusiasmante ver um "mini-filme" comigo como protagonista. LOOOOOL

caracois disse...

Adek: eu bem tento fugir delas, mas não consigo! :p

AFVP: és linda!!!!!!!! (sabias q só agora percebi o de onde vem o "VP" do teu nick?)