terça-feira, 22 de setembro de 2009

coisas de gaja

Nunca fui gorda. Nem sequer gordinha. A verdade é que sempre fui uma trinca-espinhas, com direito a todas as alcunhas alusivas a coisas fininhas.
Mas a inveja de algumas pessoas (entenda-se mulheres) com maior índice de massa gorda que sempre me rodearam, condicionou uma certa lavagem cerebral. A vida inteira me rogaram pragas que o meu corpo iria mudar mais cedo ou mais tarde. E hoje, como todas as outras, eu também tenho medo de engordar. Ainda mais quando as estatísticas indicam que a partir dos 30 anos, o corpo feminino assume o modo-leão-marinho, e decide revestir-se com uma sólida camada adiposa.
A verdade é que a balança da avó Estrudes me disse a semana passada que eu pesava mais 7 Kg que há 2 meses atrás…
E agora? Dieta!
Sinto-me gorda? Não!
A roupa deixou de me servir? Também não!
Mas peso mais 7Kg e quero fazer dieta, porque todas as mulheres têm que fazer uma dieta pelo menos uma vez na vida!
E desde que essa decisão foi tomada, tenho vontade de comer tudo o que me apareça à frente. Neste momento estou a enfardar pão como se o trigo todo do mundo acabasse amanhã e eu nunca mais pudesse comer pão outra vez. Ridículo, tendo em conta que eu nem sequer gosto muito de pão.
Amanhã acabo com isto da dieta.
Pode ser que assim coma menos…
(Caracois-L)

3 comentários:

ADEK disse...

eheheh pois... deixa de criar "frutos proibidos" que tudo volta ao normal XD

Mab disse...

Eh pah... Se calhar andares a comer os restos dos pratos dos outros depois de teres limpo o teu é capaz de n ser muito boa ideia...pensa nisto ;)

caracois disse...

mab!
não contes essas coisas!:)