domingo, 4 de julho de 2010

Moita, essa bela localidade e a minha mãe que... enfim...

Eu decidir passar dois fins-de-semana consecutivos na terra que me viu crescer é coisa para deixar Sua Santidade o Papa aos gritos “milagre!!!”.

O motivo: passeio de família. Bem… Não foi bem passeio… Na verdade, foi mais uma visita de estudo à barragem do Alqueva, que o Joaquim queria ver (vá-se lá entender a tara por barragens) desde o ano passado. E lá fomos todos para o Alentejo profundo, em pleno Julho, fazer não sei quantos quilómetros (não me digam quantos são, há coisas em que a ignorância é uma benção), para ver uma barragem, almoçar e voltar para trás. Escusado será dizer que chegámos todos a casa com cara de ananás e cada um adormeceu em seu canto. Acordei às 21h com a Leonor a perguntar-me o que eu queria comer:


Mãezinha: Oh L.! Tu vê lá que adormecemos todos, hoje não fui às compras, não tenho comer em casa, já está tudo fechado, só tenho ovos e delícias do mar!
L. (só com meio olho aberto): E o que queres que eu te faça?
Mãezinha: Quero saber o queres jantar.
L. (com os dois olhos completamente fechados): Não acabaste de dizer que só tens ovos e delícias do mar aqui em casa?
Mãezinha: Sim…
L. (a começar a ficar nervosa, mas a fazer força para não espalhar o sono): Então o que queres que te diga?
Mãezinha: O que queres jantar…
L. (já a descompensar e de olhos abertos): Se dizes que só tens ovos e delícias do mar, não tou a perceber o que queres que te responda!
Mãezinha: Opa! Quero saber o que queres jantar.
L. (já aos gritos): Ovos e delícias do mar!!!
Mãezinha: Pois… vai ter que ser.


Obviamente que me acordou. Levantei-me e fui atrás dela a ralhar por causa da conversa absurda, abri o frigorífico para ver se tinha alguma coisa fresca para beber e encontrei dois tomates e duas cenouras.


L.: Oh minha grande atrasada mental! Só ovos e delícias do mar?? Tens aqui coisas para fazer salada!!!!
Mãezinha: Não sejas assim para a mãe! Não me lembrava…


Fiquei a falar para dentro. Comecei a fazer uma salada enquanto ela mexia os ovos com as delícias do mar. Entretanto encontrei no congelador um pão, 3 espetadas, carapaus, batatas pré-fritas e esparregado. E eu ralhava. E ela só dizia que não se lembrava. E eu ralhava mais. Já vermelha de nervos, perguntei-lhe pelo ralador da cenoura. Ela apontou para uma porta do armário. Eu abri a porta do armário…


L.: Oh mãe…
Mãezinha: Ai o que foi agora?
L.: Tu tens aqui neste armário uma lata de feijão, duas latas de grão e duas latas de atum…
Mãezinha: Ah pois… eu sabia que tinha atum…
L.: Ah pois?! Ah pois?! Tu acordas-me daquela maneira, a dizer que íamos passar fome até amanhã e tens aqui comida para 5 ou 6 refeições?!
Mãezinha (a rir-se que nem uma perdida): És má para a mãe!


Sou má uma porra!
Ficou provado porque é que eu sou distraída, despistada e esquecida.
A herança genética é uma puta!

Caracóis-L

10 comentários:

Paloma disse...

distraída é pouco! eheh

caracóis disse...

Paloma: eu sou um caos, mas juro que ela é bem pior que eu!

Anónimo disse...

eu posso ser distraída, mas nao sou parva. se nao provocasse essa revolta toda, ficava sozinha a tratar do jantar. assim... eheheh

caracóis disse...

Anónimo: oh mãezinha, coração, luz da minha alma... eu sei que tu és um génio da estratégia e tudo aquilo foi um plano maquiavélico para eu ir parar à cozinha a ajudar-te. Não foi distração, eu sei. Isso e não teres assinado o comentário. Foi tudo de propósito. Claro que sim, mãezinha! És só um bocadinho distraída... eu é que sou exagerada! pffff....

maezinha disse...

nao ter assinado, foi um pequeno lapso. tambem nao me posso lembrar de tudo, né? CHATA.

Djamila from jamaica disse...

O pior é q consigo imaginar esta cena de uma ponta á outra!!LOLOLOLOLOL

Lisa disse...

Tu chamas atrasada mental à tua mãe??!

caracóis disse...

Lisa: sim... tu não?

caracóis disse...

Oh Djamilinha... nem tinha reparado que também tinhas comentado. Claro que imaginas, tu já assististe a cenas como esta. É um espectáculo de luz e cor, ora diz lá se não é?

AnaFVP disse...

Já sou fã da tua mãe! Nota 20!!!