terça-feira, 15 de junho de 2010

L. e os homens

Hoje completei a minha colecção de cromos automobilistas que apitam, gritam “oh boa!”, mandam beijinhos e fazem caras de “se pudesse saltava-te para cima” enquanto conduzem Lisboa adentro. Já tinha o taxista gordo, o distribuidor de compras do pingo-doce, o distruidor de carne do talho aqui da rua e o condutor e penduras do carro de recolha do lixo. Hoje a sorte esteve comigo. Completei a colecção com o condutor de uma carrinha funerária. Sou uma pessoa humilde. Não preciso de mais nada. Hoje sinto-me uma mulher realizada e feliz.
Caracóis-L

6 comentários:

Joana disse...

Ah, que sorte!

caracóis disse...

Joana: o homem é um ser deprimente (e a minha vida tb... :p)

Paloma disse...

o quão atraente pode ser um homem a conduzir uma carrinha funerária. eu não sei! lloll. e ele, saberá?

caracóis disse...

Paloma: neste caso acho mais preocupante eu ser atraente aos olhos do condutor do carro funerário (arrepio)... Mas tal como os outros todos, acho que ele nao tem grandes critérios de escolha e qq coisa com 2 pernas lhe serve...

ba disse...

óh miga ñ fiques assim! Realmente desta lista só me falta o homem da funerária..mas hj um auxiliar na casa dos 40 do hsm disse-me enquanto eu descia as escadas: Com este corpinho deves passar horas no ginásio!Eu: por acaso ñ, ñ tenho tempo mas sei q deveria.Ele: me engana q eu gosto..ninguém é assim tão boa sem andar no ginásio:Sim L..até no hsm a tristeza da minha vida me persegue!!!

caracóis disse...

oh babe! ja tive a minha cena com um auxiliar tb! nao me disse nada de especial, apenas se chamava sandro miguel...